AS DEZESSETE VIRTUDES DO AMOR

Rodrigo Silva

 

Páginas: 304

Formato: 16 x 23cm

ISBN: 978-85-66209-04-4

 

 

 

 

 

 

 

 

Você ama ou já amou alguém? Você é ou já foi amado? Mas, o que é o amor? Como defini-lo?

 

O grande poeta português Luís Vaz de Camões, em um dos seus mais famosos sonetos, escreveu: Amor é um fogo que arde sem se ver; É ferida que dói e não se sente; É um contentamento descontente; É dor que desatina sem doer; É um não querer mais que bem querer; É solitário andar por entre a gente; É um não contentar-se de contente; É cuidar que se ganha em se perder; É um estar-se preso por vontade; É servir a quem vence, o vencedor; É um ter com quem nos mata lealdade. Mas como causar pode seu favor Nos mortais corações conformidade, Sendo a si tão contrário o mesmo Amor?

 

Embora belo, este soneto nada mais é do que a exposição de um homem, do que o mesmo pensa ser o amor. São as definições de uma alma, com suas experiências e inexperiências, conhecimentos e ignorâncias, realizações e frustrações, mas tudo isso está longe de ser o que realmente é o amor.

 

Os homens podem e devem tentar definir as coisas. Mas, pode alguém definir melhor algo, senão aquele que o criou? Quem melhor pode definir a sua criação, senão o próprio Criador? Acima, temos a definição do amor feito por um poeta, nas páginas das Sagradas Escrituras, temos a definição perfeita do amor feita pelo Seu Criador e escrita por um de Seus servos, o apóstolo Paulo. Os homens definem as coisas pela aparência, o Criador as define pela essência, é assim também que Ele define o amor, pois para Ele o amor é...

LIVRO R$ 40,00

 

COMPRE COM FRETE GRÁTIS